Descubra quais as táticas mais eficazes para aumentar o engajamento e retenção em aplicativos com nosso estudo completo e prático. Torne usuários em fãs leais agora.

No universo digital em constante evolução, o engajamento e retenção de aplicativos emergem como pilares vitais para o sucesso de aplicativos.

A capacidade de não apenas atrair, mas também manter usuários ativos, é um desafio intricado, refletindo diretamente na prosperidade e na sustentabilidade de um aplicativo.

Este cenário competitivo exige uma compreensão profunda do comportamento do usuário e a implementação de estratégias inovadoras que fomentem uma conexão duradoura.

Neste guia apresentamos as principais estratégias para fazer o seu app chegar ainda mais longe.

A Ciência por Trás da estratégia sem erros para Engajamento e Retenção em Aplicativos.

estudo-completo-sobre-engajamento-e-reteno-de-aplicativos
É Indiscutível que atualmente as métricas de interação com aplicativos representam o auge da indústria, oferecendo um espelho fiel da excelência do seu software.

E cada vez mais estes indicadores irão fundamentar a geração de receita em plataformas de apps gratuitos, bem como orientar uma completa evolução no desenvolvimento de produtos.

O mercado de aplicativos mostra sinais de saturação, onde há uma competição feroz e um desafio constante de preservar a lealdade do usuário.

É crucial acompanhar de perto o envolvimento dos usuários com seu aplicativo.

No entanto, não há motivo para pânico! Apesar dos obstáculos evidentes, existem estratégias e táticas eficazes disponíveis para orientá-lo através das complexidades do engajamento e retenção de usuários.

Antes de mergulharmos nas formas de aplicar essas estratégias, é importante compreender essas métricas essenciais e explorar todos os aspectos deste cenário multifacetado.

Explorando Métricas Essenciais de Engajamento e Retenção de aplicativos.

estudo-completo-sobre-engajamento-e-reteno-de-aplicativos
Embora muitos considerem o engajamento em aplicativos como um mero símbolo de status, a verdade vai bem além disso.

Trata-se de um processo dinâmico de estabelecer e nutrir relacionamentos significativos com os usuários.

Diversos aplicativos priorizam a análise de diferentes indicadores, mas comumente o engajamento é avaliado através de uma mistura de usuários ativos.

São eles: frequência de abertura do app, tempo de sessão, intervalo entre sessões, padrões de comportamento, taxas de conversão, interações e índices de retenção.

Para os donos de aplicativos, intensificar o engajamento representa um dos principais alvos, visto que essa métrica desempenha um papel crucial em promover a lealdade dos usuários e aumentar o valor do tempo de vida (LTV) do cliente.

Compreendendo Sessões e Visualização de Telas

Quando o assunto é: tempo de sessão, estamos efetivamente quantificando o período que um usuário dedica ao seu aplicativo, tenha em mente isso!

Tanto a duração média das sessões quanto a frequência dessas sessões por usuário num intervalo específico são indicadores robustos do engajamento em um aplicativo.

Eles oferecem insights valiosos sobre o quanto seu app é relevante para os seus usuários.

Portanto, priorizar a experiência global do usuário, em vez de focar apenas em aspectos isolados, é uma estratégia fundamental de engajamento e retenção de aplicativos.

O Papel do Tempo Gasto no Aplicativo

As telas simbolizam o conteúdo que os usuários exploram num aplicativo.

Ao monitorar a visualização das telas, você ganha a capacidade de identificar quais conteúdos atraem seus usuários e, também, compreender mais profundamente os padrões de navegação deles.

Taxa de Retenção: Métricas Cruciais

Refere-se à quantidade de usuários que iniciaram o aplicativo ao menos uma vez em um dia/semana específicos após a instalação, ou ao total de usuários que acessaram o aplicativo pela primeira vez no período definido.

Essa métrica oferece uma visão clara sobre a proporção de usuários que retornam ao seu aplicativo em relação àqueles que optam por não continuar a utilizá-lo.

Veja também: Métricas avançadas de retenção e engajamento em aplicativos.

Analisando Usuários Ativos e a Relação MAU/DAU

Esta métrica indica a quantidade de usuários que interagem com seu aplicativo num intervalo de tempo estabelecido, sendo crucial para avaliar o crescimento, a taxa de desistência (churn) e a aderência (stickiness) do produto.

A definição de um “usuário ativo” varia conforme o segmento de mercado e a sua própria interpretação do que constitui o engajamento ativo.

Por exemplo, você pode considerar um usuário ativo aquele que abre o aplicativo, realiza uma ação específica, ou executa um número determinado de atividades.

Independentemente de como você define os critérios de atividade, o cálculo de usuários ativos é feito durante um período específico, geralmente enquadrado em uma das categorias a seguir:

  • Usuários Ativos Diários (DAU) — Representa a quantidade de usuários que interagem com seu aplicativo em um ciclo de 24 horas. O DAU é frequentemente utilizado por empresas que esperam interações diárias dos usuários com o aplicativo, como os de jogos ou de transporte, por exemplo.
  • Usuários Ativos Mensais (MAU) — Refere-se ao número de usuários que interagem com o aplicativo em um período de 30 dias. O MAU é mais comum em aplicativos B2B ou Marketplaces, onde se espera que os usuários interajam algumas vezes por mês ou menos, como no caso de aplicativos bancários.

Desvendando o Churn e Estratégias para Fidelizar Usuários

Utilizada para determinar a proporção de usuários que deixaram de usar seu aplicativo.

Enquanto a taxa de desinstalação é diretamente identificável e reconhecida como churn absoluto, alguns aplicativos também categorizam um usuário que não acessou o aplicativo por vários meses como um usuário churned.

Vista como um reflexo da lealdade do cliente (um conceito mais abrangente), essa métrica é frequentemente caracterizada por usuários que iniciaram pelo menos 3 sessões após a instalação do aplicativo.

Contudo, cada negócio deve definir sua própria interpretação de um usuário leal, seja baseada no engajamento ou na frequência de compras.

Por exemplo, no setor de e-commerce, um cliente é muitas vezes considerado leal após realizar mais de uma compra em um intervalo específico.

Com um entendimento mais claro das diversas métricas associadas ao engajamento em aplicativos, estamos prontos para explorar algumas das estratégias principais destinadas a otimizar o engajamento dos usuários nos aplicativos.

Estratégias para um Onboarding Simples e Eficiente.

estudo-completo-sobre-engajamento-e-reteno-de-aplicativos
Tenha em mente, que um onboarding bem estruturado pode elevar a taxa de retenção de um aplicativo em até 50%.

Quando paramos para refletir, é uma conclusão bastante lógica. A experiência de onboarding marca o primeiro contato dos usuários com seu aplicativo.

Portanto, um processo de onboarding ágil e descomplicado não apenas deixa uma impressão positiva, mas também sustenta o interesse dos usuários em continuar explorando seu aplicativo.

A seguir, exploramos algumas técnicas eficazes para tornar a jornada de onboarding do seu usuário mais fluída:

Construindo Confiança: Primeiros Passos Cruciais

Permitir que os usuários explorem seu aplicativo sem a necessidade imediata de criar um perfil demonstra que você coloca a experiência do usuário acima da funcionalidade do aplicativo.

O processo de criação de perfil frequentemente envolve solicitar acesso à galeria ou à câmera do dispositivo.

Pedir muitas permissões antes que os usuários percebam o valor real do seu aplicativo pode levar a uma taxa maior de abandono.

Maximizando a Experiência: Quanto Mais Curto, Melhor

Por que não minimizar a quantidade de etapas para configurar uma conta fornecendo alternativas de cadastro social, como login via Facebook ou Gmail?

Solicite apenas as informações essenciais nas fases iniciais e peça detalhes adicionais somente após os usuários terem experimentado e apreciado seu aplicativo, ganhando confiança em sua marca.

Nesse estágio, eles estarão mais propensos a fornecer dados extras.

Estratégias para Demonstração de Valor

Captar imediatamente o interesse dos usuários de maneira impactante é crucial para incentivá-los a avançar na utilização do seu aplicativo.

Na primeira interação com o app, destaque como ele pode resolver um problema, otimizar o tempo ou simplificar a vida dos usuários.

Para aplicativos com modelo freemium, oferecer uma degustação dos recursos premium gratuitamente ao menos uma vez pode ser uma estratégia altamente eficiente para impulsionar a conversão para planos pagos e diminuir a taxa de desistência.

Conteúdos Interativos como Ferramenta de Engajamento

Apresentar vídeos e demonstrações interativas durante o processo de onboarding é uma excelente estratégia para elucidar as funcionalidades do seu aplicativo aos usuários, motivando-os a aproveitar ao máximo as capacidades oferecidas.

Otimizando Constantemente a Jornada do Usuário

Mapeie a trajetória dos usuários em seu aplicativo e determine o tempo médio necessário para avançar de uma fase para outra. Em seguida, identifique os pontos principais onde há maior incidência de abandono.

Nas fases críticas, pode ser muito benéfico interagir proativamente com os usuários que estão inativos ou que não estão progredindo conforme esperado, orientando-os pelos próximos passos.

Além disso, encaminhe o feedback recebido dos usuários para a equipe de desenvolvimento do produto, visando contínuas melhorias e otimização do fluxo do aplicativo.

Pedindo Permissão, Não Perdão: Táticas Eficazes

É de conhecimento comum que o excesso de notificações pode ser contraproducente para o engajamento dos usuários.

Demonstre que você entende essa dinâmica e sempre solicite a permissão dos usuários antes de enviar notificações, para evitar que se sintam sobrecarregados e decidam abandonar seu aplicativo.

Importância da Personalização na Experiência do Usuário

Os usuários desejam sentir-se valorizados e reconhecidos. Sem uma comunicação bidirecional, como entender as necessidades e expectativas deles?

Manter um canal de comunicação aberto é essencial para coletar feedbacks e resolver problemas técnicos prontamente.

Também serve para aprimorar continuamente o produto e prevenir falhas que resultem em avaliações negativas em lojas de aplicativos ou redes sociais.

Como benefício adicional, mostrar que sua empresa é acessível e focada no cliente pode potencializar as taxas de engajamento e retenção.

Isso encoraja os usuários a deixarem avaliações positivas e contribui para construir uma fidelidade duradoura.

Regras de Engajamento e Retenção Dentro do Aplicativo.

estudo-completo-sobre-engajamento-e-reteno-de-aplicativos
Uma estratégia de engajamento eficaz em aplicativos envolve a utilização de múltiplos canais, tais como e-mail, notificações push, notificações in-app e remarketing em redes sociais.

Ao definir os canais e suas finalidades, considere o estágio atual do usuário no ciclo de vida do aplicativo e a natureza da comunicação já estabelecida. Exploraremos abaixo mais profundamente:

Explorando Notificações Push, Mensagens In-App e E-mail/SMS

Push Notification é um dos métodos mais eficientes para engajar os usuários do seu aplicativo, quando mal administradas, também podem ser um dos caminhos mais rápidos para provocar desinstalações.

O aspecto mais crucial das notificações push não reside na frequência, mas sim na capacidade de oferecer valor real, enriquecendo a experiência dos usuários por meio da personalização e da pertinência do conteúdo enviado

Já as mensagens in-app, embora não destinadas a impulsionar ações imediatas, também desempenham um papel crucial na transmissão de informações vitais.

Podem envolver alertas sobre instabilidades no aplicativo, falhas em transações financeiras ou notificações de novas versões.

Para assegurar que o conteúdo seja altamente pertinente, é recomendável segmentar o público-alvo com base em critérios como localização, preferências, frequência de uso ou histórico de interações.

Adote mensagens personalizadas que forneçam atualizações oportunas e contenham links para conteúdo relevante.

Em relação ao e-mail, além de impulsionar a retenção, seu uso estratégico pode ser um meio eficaz para estimular novas aquisições dentro do aplicativo.

Por exemplo, no setor de e-commerce, uma proposta tentadora de produtos pode ser direcionada a um cliente que permaneceu inativo em termos de compras durante os últimos três meses.

Para aplicativos de conteúdo, um usuário que manteve uma atividade diária por uma semana, mas não acessou o app nos últimos três dias, pode ser atraído de volta com um e-mail contendo um link para um artigo popular em uma categoria de seu interesse.

Uma segmentação cuidadosa da audiência consegue converter um usuário inativo em um reengajado e, consequentemente, mais ativo.

Descubra como E-mail Marketing & Inngage: Como levar sua estratégia para o próximo nível clicando aqui.

Estratégias de Deep Linking para Aumentar a Retenção

Você elaborou a notificação perfeita: é personalizada, contextual e incrivelmente pertinente. Isso é excelente. No entanto, ao clicar, os usuários são direcionados para a página inicial do seu aplicativo, o que não é ideal.

O deep linking, associado a dados de atribuição, emerge como um dos métodos mais simples e eficientes para oferecer aos seus usuários uma navegação altamente personalizada e fluida, integrando diferentes canais numa plataforma unificada para uma experiência de usuário coesa.

Além de facilitar a criação de uma estratégia multicanal, proporciona uma experiência consistente ao usuário, minimizando barreiras ao longo de sua jornada no aplicativo.

O uso de deep linking também fortalece o relacionamento de longo prazo com os usuários e confere uma vantagem competitiva robusta. Portanto, é uma estratégia valiosa e relativamente simples de ser implementada.

Estratégias de Monetização Eficientes.

estudo-completo-sobre-engajamento-e-reteno-de-aplicativos
Todos buscam elevar sua receita por meio de compras dentro do aplicativo, assinaturas, publicidade in-app ou, em certos casos, cobrando pelo download do próprio aplicativo.

Interessado em descobrir métodos comprovados para transformar usuários freemium em consumidores pagantes? Temos as informações que você precisa:

Utilizando Análise de Dados na Estratégia de Monetização

A primeira etapa para monetizar seu aplicativo envolve uma análise meticulosa dos dados e trajetórias dos usuários.

Este processo fundamental ajuda a identificar os obstáculos que limitam a geração de receita, apontando os pontos de atrito no funil de vendas, no gateway de pagamento, formulário digital, ou entre diferentes fases do processo.

Uma vez identificados esses pontos críticos, é possível interagir com os usuários via notificações push, oferecendo suporte imediato ou um incentivo para incentivá-los a avançar para a próxima etapa.

Esse princípio também se aplica aos processos de upgrade e upsell.

Alguns dias após uma compra ser efetuada, considere enviar um e-mail ao usuário, apresentando produtos adicionais que complementem a compra anterior, propostas atraentes ou pacotes de assinatura mais abrangentes.

Pesquisas como Ferramenta de Feedback

Realizar pesquisas com os usuários e análises de mercado é uma estratégia excepcional para identificar quais funcionalidades do seu aplicativo são mais valorizadas pelos usuários e quais recursos estão ausentes ou são mais aguardados.

Essas pesquisas também oferecem a oportunidade para você realizar uma análise da concorrência ou avaliar estratégias de precificação.

Estratégias de Oferta e Recompensas para Maximizar Engajamento

Às vezes, disponibilizar certos recursos gratuitamente pode ser uma estratégia mais custo-efetiva do que investir pesadamente na aquisição de novos usuários.

Permitindo que os usuários experimentem os recursos premium do seu aplicativo gratuitamente, você facilita que eles reconheçam o valor adicional dessas funcionalidades, o que pode ter um impacto positivo nas taxas de conversão para planos pagos.

Os programas de fidelidade contribuem para que os usuários se sintam mais valorizados, intensificando assim a sua lealdade à marca.

Aplicativos que centralizam sua monetização em compras in-app, como os apps de restaurantes de serviço rápido (QSR), podem colher benefícios ao oferecer descontos limitados no tempo ou promoções exclusivas.

Em contrapartida, aplicativos com modelo freemium têm a possibilidade de engajar seus usuários mediante recompensas que valorizam a utilização contínua do aplicativo.

Atribuição e Mensuração na Estratégia de Retenção

Integrando as receitas provenientes de anúncios dentro do aplicativo e de compras in-app (IAP), os especialistas em marketing mobile conseguem calcular o Retorno sobre o Investimento (ROI) e o Valor do Tempo de Vida do Cliente (LTV) de cada ação promocional. Isso possibilita a realização de ajustes precisos.

Essas informações são cruciais para organizações que dependem de rendimentos gerados por anúncios in-app, desempenhando um papel vital na formulação de estratégias de investimento e na otimização eficiente das campanhas.

Com a competição no mercado se tornando cada vez mais intensa e os custos de mídia em constante elevação, é imprescindível ter uma visão abrangente de todos os fluxos de receita. Isso permite aos profissionais de marketing aumentar seus investimentos de maneira estratégica, assegurando a manutenção da lucratividade.

Dicas para Potencializar o Reengajamento dos Usuários.

estudo-completo-sobre-engajamento-e-reteno-de-aplicativos
Adquirir um novo usuário pode custar de 5 a 25 vezes mais do que manter um usuário existente. Vale a pena refletir: faz sentido negligenciar justamente aqueles usuários nos quais você já investiu para adquirir?

Os dados ilustram uma realidade desafiadora. Em média, a taxa de retenção de um aplicativo cai para 21% após as primeiras 24 horas. No décimo dia, essa porcentagem reduz para 7,5%, e após 90 dias, despenca para 1,89%.

Melhorar a retenção do seu aplicativo e diminuir as taxas de desinstalação, mesmo que seja uma pequena melhoria, pode ter um impacto significativo nos seus lucros.

Para auxiliá-lo a reduzir o churn, a seguir estão algumas estratégias de reengajamento que você pode começar a aplicar imediatamente:

Notificações Push Segmentadas: Timing como Chave

Como em todas as fases do engajamento do usuário em dispositivos móveis, a prevenção do churn também é orientada pela análise de dados.

Examine as trajetórias dos seus usuários para identificar em que momento os usuários inativos tendem a se tornar menos propensos a voltar ao seu aplicativo.

Realize pesquisas para descobrir os motivos que levaram seus usuários a abandonar o uso ou desinstalar o aplicativo e determine quais estratégias de reengajamento são mais eficazes.

Se observar que seus usuários respondem melhor às notificações em certas localizações ou em momentos específicos do dia, você pode concluir que determinados fatores podem auxiliar a aprimorar sua estratégia de reengajamento de forma mais acertada.

Com esses insights, procure reengajar seus usuários oferecendo algo especial, como acesso a recursos pagos que possam ser particularmente benéficos para eles.

Especialmente quando começarem a mostrar padrões de uso ou comportamento que indicam um possível afastamento.

Abordando Usuários Desinstalados de Forma Estratégica

Uma das estratégias mais adotadas para o engajamento em dispositivos móveis é o envio de um e-mail de “sentimos a sua falta” para usuários que desinstalaram o aplicativo.

Esta também representa uma excelente ocasião para solicitar feedback e obter avaliações genuínas.

A Magia nos Detalhes: A Importância da Especificidade

Fornecer informações relevantes por meio de notificações push personalizadas e criativas deve ser sua estratégia-chave para reativar usuários inativos.

Os aplicativos de jogos, em particular, implementam essa abordagem com grande eficácia. Exploraremos alguns exemplos de notificações push cativantes e personalizadas, desenhadas para motivar os usuários a retomarem a interação.

Principais Insights e Conclusões

Escalar as taxas de engajamento em aplicativos é uma meta primordial para proprietários de apps, já
que esse é o motor que impulsiona tanto a lealdade do cliente quanto o incremento do Valor do Tempo de Vida (LTV).

Apesar de diferentes aplicativos priorizarem distintos indicadores, o engajamento é geralmente medido por uma combinação de elementos como: usuários ativos, frequência de aberturas do app, tempo de sessão, intervalos entre sessões, padrões de comportamento, taxas de conversão, interações e índices de retenção.

Infelizmente, não existe uma fórmula universal para uma estratégia infalível de engajamento em aplicativos. Trata-se de um ciclo contínuo de experimentação e ajustes, fortemente influenciado pelo seu segmento de mercado, ambiente competitivo e metas específicas.

Experimente diversas abordagens em diferentes estágios da jornada do usuário e descubra o que mais ressoa com o seu negócio.

Tenha em mente que a perseverança tem seus frutos e, com o tempo, você poderá desenvolver uma estratégia eficaz e ajustada às demandas específicas da sua empresa para potencializar seus resultados.

A Inngage pode ajudar!

Entre em contato com um de nossos especialistas e agende já uma demo, e descubra como a Inngage pode alavancar o engajamento e retenção do seu aplicativo.