Qual é o panorama atual de uso de aplicativos móveis em 2019?

Olhando os dados de anos anteriores, sabemos que a utilização de dispositivo móveis está crescendo vertiginosamente. Ano após ano, vemos novos números nos mostrando o domínio do mobile, e particularmente o de aplicativos móveis em relação a desktops.

Para começar tenha em mente que desde de 2017, quase metade do tráfico total de websites acontecem em smartphones. E se tratando desses, 87% do tempo gasto acontecem em aplicativos móveis com os outro 13% em mobile web.

Estamos quase em 2020, é essencial para qualquer empresa entender as tendências mais recentes de uso de aplicativos. Porém, além de estatísticas que nos mostram o crescimento do mobile em relação ao desktop, existem outras estatísticas importantes que donos de aplicativos móveis devem conhecer.

Sem mais delongas, apresentamos nossa lista das cinco estatísticas de uso de aplicativos das quais você provavelmente nunca ouviu falar.

 

1) Em 2018, 113 Bilhões de Apps foram baixados na App Store e Google Play

Normalmente trabalhamos com estatísticas de uso de app em termos de porcentagem, mas as vezes, entender números brutos nos da uma visão da grandeza que é a indústria que estamos. Em 2018, o número de downloads englobando a Apple App Store e a Google Play aumentou 10%. Em porcentagem pode não ser um número expressivo, porém, esses 10% nos fizeram alcançar a marca de 100 Bilhões de instalações em um único ano.

É verdade que existem algumas ressalvas nessa estatística. Muitos usuários teriam desinstalado alguns de seus novos aplicativos e isso não nos diz quanta receita foi gerada por esses usuários recém-adquiridos.

Ainda assim, esta estatística de uso de aplicativos aponta para o tamanho e o escopo do setor de aplicativos para dispositivos móveis em 2019. Os usuários de dispositivos móveis ainda estão buscando ativamente novas experiências de aplicativos e não hesitam em instalar aplicativos de notícias para testá-los.

 

2) Aplicativos móveis geram 100 a 300% mais conversões do que sites móveis

Não é apenas o fato de os usuários passarem mais tempo em aplicativos móveis do que na web para dispositivos móveis. Os dados também mostram que os aplicativos móveis geram entre 100% e 300% mais conversões, em comparação com uma experiência semelhante na web.

Isso não quer dizer que seu site para celular deva ser completamente ignorado. Ainda existe um mercado para a web móvel e muitas empresas usam seu site para incentivar os usuários a baixar o aplicativo oficial. Pode ser uma boa fonte de aquisição de usuários para seu aplicativo.

No entanto, para uma equipe de mobilidade que pensa a longo prazo, seria melhor investir em um aplicativo móvel de qualidade o mais rápido possível. Um site para celular provavelmente não deve estar no centro de uma estratégia mobile mas, pode ser um componente poderoso de uma estratégia.

 

3) Jogos são a categoria mais popular de aplicativos móveis

Tanto na Apple App Store, quanto na Play Store, os jogos mantêm sua posição como a categoria de aplicativos mais baixada. As tendências de uso de aplicativos indicam que a demanda por jogos para celular não deve ser subestimada. No primeiro trimestre de 2019, a categoria Jogos ganhou 2,2 bilhões de downloads de aplicativos na App Store, com Foto e Vídeo ficando para trás em um segundo distante, com 570 milhões de downloads.

Isso significa que os aplicativos de jogos ganham pouco menos de 4x o total de downloads da segunda categoria de aplicativos mais popular. Agora, essa é uma tendência de uso que desenvolvedores e profissionais de marketing não vão querer perder.

Por um lado, o gosto dos usuários de aplicativos por jogos é uma coisa boa para os desenvolvedores de jogos. Isso significa que há uma forte demanda por seu setor; uma contagem total maior de downloads significa uma chance maior de que seu aplicativo seja descoberto.

Mas, como todas as estatísticas, esse número mostra apenas metade da história. Também é verdade que os aplicativos de jogos compreendem quase 25% da App Store, com os aplicativos corporativos em um segundo distante, com 10%. Portanto, embora seja verdade que há uma alta demanda por aplicativos de jogos por usuários de aplicativos, devemos lembrar que também há muita concorrência.

 

4) O tempo gasto em Smartphones está aumentando a cada ano

Uma das estatísticas de uso de aplicativos mais importantes a serem observadas é o fato de os consumidores ainda estarem gastando muito tempo no celular. Na verdade, não temos certeza de onde vem o tempo, mas os clientes nos EUA gastaram 10% mais tempo em dispositivos móveis em 2018 em comparação a 2017. Isso eleva o número total até uma média de três horas por dia.

Esta estatística de uso de aplicativo é valiosa porque vai direto ao cerne da questão. Não se trata apenas do tamanho do mercado móvel ou do número de dispositivos no mundo, trata-se do tempo médio que cada cliente gasta no celular. Se esse número continuar aumentando, são boas notícias para as equipes de aplicativos em todo o mundo. Mais engajamento por usuário significa mais receita potencial de cada usuário.

 

5) A maioria dos usuários de smartphones nos EUA baixam zero aplicativos por mês

Sim, você ouviu direito – em média, mais de 50% dos usuários de celular nos EUA baixam zero aplicativos por mês.

Esta é uma estatística de uso de aplicativo interessante para descompactar. Por um lado, o número total de aplicativos disponíveis e instalações continua aumentando, como visto nos tópicos acima. Mas, quando medimos a média do mercado americano, descobrimos que as pessoas não estão baixando tantos aplicativos novos quanto você imagina.

Devemos ter em mente que essa estatística é limitada ao mercado dos EUA, enquanto a contagem total de downloads no Google Play / App Store é uma métrica mundial. É bem possível que as pessoas nos mercados emergentes baixem mais aplicativos porque os produtos para celular são relativamente mais novos nesses países. Nos EUA, o mercado móvel já tem mais de 10 anos, muitas pessoas já escolheram um aplicativo para cada caso de uso e, portanto, não precisam baixar mais.

No entanto, mesmo que os consumidores americanos possam não estar baixando tantos aplicativos quanto antes, ainda estão usando os aplicativos atuais mais do que nunca.

 

Conclusão

Ao contrário do que muitos dizem, o mercado de mobile não para de crescer em todos sentidos e as estatísticas acima nos trazem os insights necessários para investir mais em estratégias de mobilidade. Porém, para ter o retorno esperado, empresas precisam se diferenciar cada vez mais no que se diz sobre engajamento e retenção.