fbpx

Os impactos da guerra no mercado de aplicativos na Ucrânia e na Rússia

 

A invasão da Ucrânia pela Rússia transformou o mundo. Milhões já fugiram e uma guerra econômica se aprofunda, à medida que o conflito militar aumenta e as baixas civis também. 

Como resultado da decisão da Rússia de travar uma guerra contra a Ucrânia, o país foi cortado da economia global. Grandes empresas pararam de fazer negócios na Rússia, incluindo algumas das marcas mais conhecidas do mundo, como McDonald’s, Apple, Microsoft, Disney, IKEA, H&M, Adidas e Starbucks, além das gigantes de pagamentos Visa, Mastercard e Amex.

O conflito também impactou o mercado de aplicativos em ambos os países. A App Store russa perdeu 6.982 aplicativos móveis desde o início da invasão da Ucrânia, já que várias empresas já retiraram seus aplicativos e jogos das App Stores da Apple para iPhone e iPad no país, de acordo com dados compartilhados com TechCrunch pela empresa de inteligência de aplicativos Sensor Tower. 

Por exemplo, a Coca-Cola retirou seu aplicativo iOS de fidelidade e recompensas da App Store russa. Varejistas como H&M e American Eagle Outfitters também retiraram aplicativos, juntamente com a plataforma de compras ShopStyle da Ebates.

Nos esportes, aplicativos da NFL, NBA, WWE e Eurosport desapareceram da App Store. Também desapareceram os aplicativos de saúde do MyFitnessPal e vários aplicativos menores de fitness, meditação e ioga. Destes, o MyFitnessPal era bastante popular na Rússia, tendo visto cerca de 4,2 milhões de instalações até o momento, incluindo as de iOS e Android.

como-a-guerra-na-ucrnia-impactou-o-mercado-de-aplicativos

Gigantes de aplicativos de jogos para celular deixam a Rússia

 

Os jogos são a maior categoria com remoções na Rússia e representam algumas grandes saídas. A App Store russa perdeu vários jogos importantes de editores, incluindo Zynga, Supercell, Take-Two (Rockstar Games) e outros.

Por exemplo, a Supercell removeu os aplicativos Brawl Stars, Clash of Clans, Clash Royale e Hay Day. Essas são saídas consideráveis ​​- Clash of Clans sozinho teve 36 milhões de instalações em iOS e Android até o momento na Rússia.

A Rockstar Games removeu mais de meia dúzia de aplicativos de sua série Grand Theft Auto, entre outros. 

A Zynga, por sua vez, retirou dezenas de seus aplicativos de jogos casuais das App Stores da Rússia e também da Ucrânia, incluindo títulos maiores como Farmville 3, Harry Potter: Puzzles & Spells, Empires & Puzzles, Solitaire, Zynga Poker.

A Netflix também cumpriu sua promessa de deixar a Rússia com a remoção de seu aplicativo de streaming no país. Os aplicativos de namoro Bumble e Badoo também desapareceram.

 

Aumento de downloads de aplicativos VPNs na Rússia e na Ucrânia

como-a-guerra-na-ucrnia-impactou-o-mercado-de-aplicativos

Com a atitude do governo de bloquear diversos aplicativos como Facebook e Twitter, entre outros, somado aos os bombardeios incessantes e apagões de energia na Ucrânia, o acesso a web e à esses aplicativos tornou-se irregular e não confiável nos dois países. Por isso, os russos e ucranianos estão tendo que descobrir maneiras de contornar esses problemas e acessar a web através de VPNs para usarem os principais aplicativos de comunicação atualmente.

Na Ucrânia, o país priorizou aplicativos de mensagens criptografadas como Telegram e Signal. O Signal é um aplicativo de mensagens criptografadas de ponta a ponta, enquanto o Telegram fornece criptografia para algumas de suas empresas. O Telegram é um dos poucos aplicativos de comunicação que foi deixado desbloqueado pelas autoridades russas.

Um outro aplicativo bem popular é o Starlink, um serviço de banda larga operado pela SpaceX de Elon Musk, que entrou na Ucrânia em 26 de fevereiro em resposta a um pedido de Mykhailo Fedorov, ministro da transformação digital da Ucrânia. A empresa instalou terminais em todo o país que se conectam a satélites e funcionam como backups durante as interrupções de energia. Starlink rapidamente se tornou um dos aplicativos mais populares na Ucrânia, baixado 76.000 vezes entre 28 de fevereiro e 13 de março, um aumento de 280% em relação ao intervalo de duas semanas anterior.

 

Aplicativo de transporte de Kiev é transformado em ferramenta de informações de guerra que salva vidas

como-a-guerra-na-ucrnia-impactou-o-mercado-de-aplicativos

 

O aplicativo oficial da cidade usado anteriormente para comprar passagens agora avisa sobre ataques aéreos e direciona os usuários para abrigos antiaéreos

Antes da guerra, era o aplicativo oficial da cidade para comprar passagens de transporte e pagar estacionamento ou contas de serviços públicos na capital da Ucrânia.

Agora, o Kyiv Digital foi transformado em um aplicativo salva-vidas que alerta sobre ataques aéreos e direciona as pessoas para o abrigo antiaéreo ou garagem mais próxima com suprimentos de gasolina.

Com a ajuda do diretor de transformação digital do país e vice-prefeito de Kiev, Petro Olenych, o foco do aplicativo foi alterado em apenas 24 horas quando a Rússia invadiu. E já emitiu milhares de avisos e alertas, compartilhou mapas de abrigos antibombas, divulgou informações sobre como apoiar o exército e forneceu links para fontes oficiais de informação. O aplicativo agora tem 1,5 milhão de usuários e é um dos principais aplicativos gratuitos da loja de aplicativos ucraniana.

“O Kyiv Digital tornou-se um aplicativo essencial para alertas e alarmes na cidade. As novidades incluem mapa de abrigos antibombas, mapa de farmácias disponíveis e de acesso à insulina, mapa de mercearias, mapa de pontos com água e pão grátis, pet shops, sede humanitária e muito mais”, disse o porta-voz.

Como parte do apoio à guerra digital, o governo também reforçou o acesso Wi-Fi em toda a cidade, fornecendo links de internet para mais de 200 abrigos antiaéreos para manter links de informações de emergência e permitir que as pessoas mantenham contato com parentes.

“Devemos adaptar nossos serviços e temos feito. Kiev e outras cidades da Ucrânia estão trabalhando de forma mais coesa e produtiva do que nunca. A razão é óbvia. Defendemos nosso país, nossas cidades, nossos moradores, nossos pais, nossos filhos e nosso futuro. Esta é a nossa casa, então vamos lutar até o fim”, disse Olencyh em comunicado.

O Google também lançou sistemas de alerta aéreo rápido para telefones Android na Ucrânia, a pedido do governo ucraniano. “Este trabalho é complementar aos sistemas de alerta de ataque aéreo existentes no país e é baseado em alertas já entregues pelo governo ucraniano”, disse em um blog da empresa.

 

CEO de um dos maiores aplicativos Ucranianos comenta sobre os esforços em sua startup: 

 

Shvets, CEO de uma startup sediada na Ucrânia chamada Reface, que possuem um aplicativo popular de troca de rostos com o mesmo nome diz que hoje utiliza os canais Slack e Telegram para se comunicar com os funcionários da empresa.

Alguns de seus funcionários encontraram abrigo na estação de metrô no centro de Kiev. Outros foram para mais longe, até a fronteira ou para casa de amigos e familiares no oeste, onde os combates são menos intensos.

Alguns membros da equipe da Reface rapidamente se ofereceram para se juntar às Forças de Defesa Territoriais da Ucrânia, transportando alimentos e combustível, fazendo coquetéis molotov e montando bloqueios armados nas estradas. 

E quando a equipe da Reface compartilhou a notícia dessas saídas, Shvets começou a pensar no que sua empresa poderia fazer para ajudar no esforço de guerra. “Dissemos ao nosso pessoal que eles não deveriam trabalhar agora”, diz ele. “Devemos trabalhar pela liberdade e saúde de nosso país.”

Com pouco mais de 200 funcionários, a Reface é uma startup bem conhecida no setor de TI da Ucrânia. Apesar das ameaças de guerra e da pandemia, as exportações de tecnologia da Ucrânia cresceram 20% em 2020, e o próprio Reface (anteriormente conhecido como Doublicat) ganhou prêmios e liderou as paradas de download de aplicativos em todo o mundo desde seu lançamento.

O aplicativo usa aprendizado de máquina para trocar os rostos dos usuários em GIFs e vídeos de filmes e memes – essencialmente produzindo deepfakes domesticados para entretenimento nas mídias sociais. E enquanto essa funcionalidade essencial ainda permanece, a equipe Reface recrutou seu aplicativo para a guerra de informações mais ampla da Ucrânia.

O primeiro passo, explica Shvets, foi alavancar a popularidade do aplicativo na Rússia. Trabalhando às vezes em abrigos antibombas e porões, ele e seus colegas compilaram um vídeo que mostrava a como aconteceu invasão, usando os mesmos clipes e imagens que circulavam nas redes sociais. 

De certa forma, parecia um trabalho normal, mas era uma rotina conduzida sob condições extraordinárias. “Às vezes, alguém pegava uma tarefa e mandava uma mensagem para o canal: ‘Ah, desculpe, preciso ir ao meu abrigo antibombas porque há sirenes’”, diz Maslova. “E nós diríamos: ‘Ok, ok, claro, apenas nos diga se você está seguro.'”

Depois que o vídeo e o texto foram preparados, a equipe da Reface enviou milhões de notificações push para os usuários do aplicativo na Rússia e em todo o mundo, convidando os espectadores a participar dos protestos e apoiar a Ucrânia.

 

como-a-guerra-na-ucrnia-impactou-o-mercado-de-aplicativos

 

Daria Kravets, gerente de comunicação da Reface, diz que a principal motivação foi alcançar os espectadores russos ignorando os canais tradicionais de comunicação. O Twitter e o Facebook foram restringidos na Rússia, e o estado fez grandes esforços para impedir que as notícias da guerra chegassem ao povo. 

“Entendemos que os russos não têm acesso à situação real aqui porque a mídia independente está bloqueada”, disse Kravets. “Mas temos 5 milhões de usuários na Rússia e enviamos 2 milhões de notificações push. E continuamos enviando. Nessa notificação push, adicionamos imagens da situação real e incentivamos as pessoas a protestar porque essa é a única maneira de mudar a situação.”

É impossível saber o impacto de tal trabalho, mas reunir resistência certamente não é uma questão trivial. 

Todas essas questões econômicas e políticas não poderiam deixar de atingir o meio da tecnologia. Com o mundo cada vez mais conectado, o meio virtual também é imediatamente impactado com o que acontece lá fora.

 

Fontes:

https://www.theverge.com/2022/3/2/22957920/ukraine-startup-reface-app-adapt-russia-invasion

https://www.theguardian.com/world/2022/mar/15/kyiv-transport-app-is-transformed-into-life-saving-war-information-tool

Por |28 de março de 2022|Mundo|0 Comentários

Sobre o Autor:

Analista de Growth na Inngage

Deixar um comentário