window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'UA-73310035-1');

As páginas web mobile são os novos aplicativos?

Houve um tempo em que os aplicativos para celular eram considerados uma inovação tecnológica. Em 2010, a palavra “app” foi nomeada “palavra do ano” pela Sociedade Americana de Dialeto. Todo mundo queria um aplicativo original – foi uma corrida para garantir relevância. Tanto que o simples fato de fazer um aplicativo era visto como uma boa estratégia mobile.

Hoje, já uma década depois, ainda podemos ver como os aplicativos e o ecossistema mobile evoluíram. O simples fato de ter um aplicativo não significa mais que você possui uma estratégia mobile. Na verdade, entramos num mundo onde algumas companhias optaram por não criar aplicativos como parte de sua estratégia mobile, mas substitui-los por aplicativos progressivos para web.

 

O que é um aplicativo progressivo para web (PWA – Progressive Web Apps)?

“Aplicativo web progressivo” é um termo concebido em 2015 por Frances Berriman e Alex Russel. Num post em um blog, Russel discute como uma plataforma de aplicação híbrida, como a Adobe AIR Application, frequentemente sacrifica aspectos tipicamente consistentes com uma página web (como a linkabilidade) para ter mais aspectos semelhantes aos de um aplicativo (como a possibilidade de operar off-line, de acessar sistemas API e de ser distribuído via app stores).

Esse novo tipo de aplicativo, no entanto, toma o melhor da tecnologia web e o melhor da tecnologia de celular e os colocam juntos. Em seu núcleo, existe uma combinação de tecnologia web, conceitos de design e API que trabalham lado a lado para criar um ambiente semelhante ao de um aplicativo.

Aplicativos web progressivos fazem isso ser possível para marcas que não possuem aplicativos nativos para atingir mais efetivamente o seu público no celular. Mesmo que esses aplicativos nativos ainda sejam úteis, os usuários normalmente gastam 80% do seu tempo em apenas três deles (sem contar que o custo de criar e desenvolver um aplicativo não é uma coisa que toda companhia é equipada para fazer). Essencialmente, é uma plataforma muito cheia e que pode ser cara no começo, então pode não valer a pena o investimento. Como a busca do consumidor está sendo cada vez mais via “mobile”, ou seja, via celular, é importante que as áreas ligadas ao marketing tenham uma forte identidade mobile. Os aplicativos web progressivos podem ser o item certo para suprir essa necessidade.

 

Características de um aplicativo web progressivo

De acordo com Berriman e Russel, aplicativos web progressivos devem, num cenário ideal, ter 9 características:

1 – ser linkáveis: facilmente linkáveis, sem desgastes desnecessários (ao contrário do download numa app store). Não tem nada para instalar e o compartilhamento não tem amarras.

2 – ser facilmente encontrado: diferente dos aplicativos nativos, os web progressivos precisam ser capazes de serem encontrados por uma ferramenta de busca.

3 – ser responsivo: deve ser capaz de ser executado em qualquer aparelho ou formato.

4 – ser como um aplicativo: ele precisa, realmente, parecer um aplicativo. Usar um modelo com aparência de aplicativo ajuda os websites a minimizar a necessidade de atualizar a página e mantém a sensação de um ambiente de aplicativo.

5 – conectividade independente: como um aplicativo nativo, o aplicativo web progressivo precisa ser capaz de trabalhar em áreas de conexão ruim ou sem qualquer conexão.

6 – chamar o usuário de volta (re-engajar): aplicativos web progressivos podem re-engajar usuários, como os aplicativos nativos, com notificações push.

7 – ser instalável: em vez de ter que abrir o aplicativo de navegação, o aplicativo web progressivo permite que você o instale na tela incial do celular, sem precisar utilizar uma app store.

8 – estar sempre atualizado: sempre que um novo conteúdo é criado, desde que o aplicativo esteja online, o conteúdo será atualizado automaticamente.

9 – ser seguro: aplicativos web progressivos são seguros; segurança proporcionada via TLS (um serviço técnico).

 

Quais os benefícios de um aplicativo web progressivo?

Um dos principais benefícios é que ele remove boa parte do desgaste que aplicativos nativos exigem antes de serem utilizados. Pense nisso – adicionar um aplicativo nativo exige que você vá uma app store, busque pelo aplicativo, aceite o download e baixe o aplicativo, tudo isso antes de poder usá-lo. Sem contar que para baixar um aplicativo nativo você precisa ter algum conhecimento prévio sobre a sua existência ou, ao menos, uma busca intencional ou premeditada. Um aplicativo web progressivo não precisa de todo esse processo e permite ao usuário começar sua utilização imediatamente. Isso é um benefício enorme considerando quanto desgaste o usuário tem desde o momento em que visualiza o aplicativo na app store até o momento em que o baixa e cria uma conta. De acordo com Gabor Cselle, da Google, os aplicativos perdem 20% dos usuários a cada etapa necessária antes de usá-lo.

 

Mais alguma coisa?

A internet como conhecemos está evoluindo. A linha entre os aplicativos nativos e as paginas web tem se tornado mais tênue. No nosso mundo cada vez mais digital, as marcas precisam não apenas existir no celular, mas também criar e personalizar conteúdo para melhorar a experiência do usuário. Aplicativos web progressivos podem muito bem ser o próximo passo nessa nova onda de tecnologia mobile que vai ajudar as áreas de marketing a se conectarem melhor com seus usuários.

Por |22 de setembro de 2017|Tendências|0 Comentários

Sobre o Autor:

CO-Fundador e CEO (Chief Engagement Officer) da Inngage. Vamos conversar sobre engajamento de usuários?

Deixar um comentário