Push Notifications Benchmark: Os principais dados do mercado

Home/Dados de mercado, Engajamento, Mundo, Retenção/Push Notifications Benchmark: Os principais dados do mercado

Push Notifications Benchmark: Os principais dados do mercado

Nos dias de hoje, não existem mais limites para as Push Notifications, elas podem conter fotos, links, gifs e serem personalizadas para cada usuário. São usadas para transmitir informações e atualizações, incentivar os usuários a se engajarem com um aplicativo, servir como um passo na jornada do usuário e muito mais, sendo um grande aliado em todo stack de marketing de empresas. Nesse artigo aqui falamos mais sobre os aspectos de uma Push Notification.

Mais do que isso, no mundo Mobile em que vivemos, Push Notifications desempenham um papel fundamental na batalha de manter os usuários engajados em um mercado de alta concorrência e altos riscos.

Como toda ferramenta, se não utilizadas de maneira correta as notificações podem trazer problemas para sua empresa, o que pode levar a uma má experiência de usuário e até fazer com que os mesmos desinstalem completamente um aplicativo. Por isso, conhecer bem como se comportam os usuários com as Push Notifications é essencial para você conseguir o melhor impacto.

Esse post foi escrito baseado numa pesquisa feita pelo site Business of Apps e tem como objetivo trazer estatísticas do mercado sobre Push Notifications como os melhores horários para enviá-las, quais tipos de pushes os usuários gostam de receber e como aumentar o envolvimento e a CTR. Confira aqui!

 

1- Push notification opt-in

Segundo a pesquisa, as taxas de opt-in para App Push Notifications, são bem maiores para Android, representando 91.1%, enquanto nos devices iOS, essa taxa chega a 43.9%. Isso ocorre, porque no IOS, os usuários têm que autorizar as Push Notifications, enquanto o Android já as autoriza automaticamente. A taxa média geral de opt-in fica em torno de 67.5%, levando em conta que os dois devices têm o mesmo peso de representação no mercado.

Quando comparamos a taxa de opt-in por indústria, o setor financeiro tem maior representatividade, com 72.3%, seguido pelo setor de viagens, 70.2% e em terceiro lugar, o E-commerce, representando 68%.

 

2- O que faz usuários desativarem as push notifications?

Nos Estados Unidos, um usuário recebe, em média, 46 push notifications por dia no seu smartphone. Ou seja, ele é bombardeado por propagandas e promoções e isso tem como consequência desinstalações.

Para que isso não ocorra, restringir e personalizar notificações é o melhor caminho. A pesquisa aponta que 1 push por semana ocasiona 10% de desinstalação. Porém, essa taxa sobe para 37% (2017) quando usuários recebem 5, ou menos, por semana.

O número “ideal” varia de acordo com cada setor. No gráfico abaixo podemos notar que para Software e SaaS, se o envio for superior a 11, a taxa de desinstalação crescerá exponencialmente. Em contrapartida, para mídia, os usuários não são tão sensíveis ao recebimento de várias push notifications por dia.

 

3- Qual o melhor período do dia para envio?

Na pesquisa, os entrevistados tiveram que escolher qual período preferiam ser impactados dentro de 5 opções: manhã, a caminho do trabalho, no trabalho, fim de tarde (depois do trabalho) e fim de semana.

Como resposta, houve um equilíbrio entre 3 períodos: o período da manha, fim de tarde e fim de semana. Representando, respectivamente, 38.66%, 36.69% e 38.38%.

Já em outra pesquisa no qual se mediu a taxa de reação por horário, podemos observar que tanto na hora do almoço, quanto no fim do dia a taxa de reação cresceu. Porém, o horário que teve grande resposta foi às 11h da noite.

 

 

4- Como melhorar a performance das Push Notifications?

Várias estratégias podem ser utilizadas para melhorar a performance do seu App através das push notifications. Uma delas é o uso de emojis, que pode aumentar a reação em 20%. Já os rich pushes, o aumento fica em 25% e quando o tempo de envio é personalizado para cada usuário, o crescimento é de 40%.

Mas, sem dúvidas o que gera maior impacto são as pushes por segmentação avançada e personalização, podendo aumentar em 3 e 4 vezes, respectivamente.

Alguns tipos de personalização são mais eficazes do que o outro. Indicações de preferências, por exemplo, resultarão em níveis mais altos de uso, enquanto o endereçamento de um usuário pelo nome provavelmente não será tão eficaz.

Por exemplo, a varejista brasileira Dinda conseguiu aumentar em 25% sua taxa de abertura direta por meio de uma combinação de notificações avançadas, segmentação e testes A / B.

 

5- Engajamento

As estatísticas de notificação por push abaixo, medem as taxas de abertura seguindo diferentes tipos de notificação. Podemos ver claramente que, mesmo sem segmentação da base de usuários, as mensagens dinâmicas obtêm os melhores resultados. No entanto, o que tem melhor resposta, é uma mensagem segmentada dinâmica.

Uma empresa que utiliza ambas estratégias, percebe que seus usuários usam o aplicativo duas vezes mais do que aqueles que enviam qualquer outro tipo de mensagem e três vezes mais do que uma mensagem genérica.

 

 

Olhando de outra maneira – a taxa de abertura direta – produz resultados semelhantes, embora com menor diferença em favor da dinâmica / segmentada. Usar notificações push dinâmicas novamente é a maneira mais simples de obter melhores resultados.

 

 

Se olharmos para as taxas de conversão, por exemplo, quantos usuários realmente concluem uma ação depois de receber uma notificação por push, podemos ver que a segmentação faz a diferença. De fato, as mensagens genéricas parecem ter menos sucesso com essa métrica.

Devemos notar que, isso pode ter relação com os objetivos relacionados às mensagens dinâmicas serem mais específicas do que as mensagens genéricas. O último pode ser mais amplo e, portanto, mais fácil de alcançar. Eles também observam que o valor de construir um envolvimento mais amplo é importante.

 

 

Se olharmos por setores, Mídia, editora e Blog, BFSI(Banking, Financial Services and Insurance) e agência de marketing digital tiverem um melhor resultado de CTR com segmentação.

 

 

Por esse motivo, o percentual do uso de mensagens segmentadas, comparadas com as genéricas subiu para 85% em 2017, comparado com 65% em 2015.

 

6- Frequência de Push Notifications/CTR

De acordo com as estatísticas, o CTR chega ao pico para as empresas de Software & SaaS, BFSI e Mídia, Editora & Blog na quantidade de 2 notificações por dia. Já para empresas de Marketing Digital e E-commerce, o pico fica no 1.

 

Em todos os setores, vemos uma redução na CTR após cinco envios.

 

7-  Impacto do CTA no CTR

Outra estratégia básica que pode ser usada para aumentar o CTR é o utilizar CTA. Como demonstrado pelo gráfico, E-commerce tem um CTR 75% maior se utilizado CTA.

 

Outro fator que também pode ajudar, é o tamanho das imagens. As pessoas gostam de ver fotos grandes. Esse é particularmente o caso quando se trata de comércio eletrônico, mas a maioria dos setores podem lucrar com isso.

 

8. Retenção

Os pushes são ótimos aliados para reter um usuário no seu App. Porém, essa ferramenta tem que ser usada com cautela para que você não tenha um efeito rebote, ou seja, ao invés de reter, você fazer com que seu usuário pare de usar seu aplicativo.

O gráfico abaixo mostra que 1 notificação por semana tem apenas 6% de “perda de usuários”. Enquanto quando você aumenta essa quantidade para 6 a 10 envios/semana, esse percentual sobe para 31.1%. Em contrapartida, a medida que você vai aumentando a quantidade de envios, o percentual de “perda” diminui. Conforme mostra o gráfico abaixo.

 

 

Há um mérito claro no envio de mensagens direcionadas; não apenas pela CTR, mas também pela retenção de aplicativos.

Como podemos observar, 39% dos membros da audiência permanecerão por mais de onze sessões com notificações direcionadas, enquanto as genéricas retém 21%.

 

Conclusão

As Push Notifications podem ser usadas de várias maneiras, em diferentes tipos de estratégias. Mas como vimos, elas tem que ser usadas com sabedoria para que ao invés de ganhar usuários, você acabe os perdendo.

Existem, no entanto, algumas maneiras bem definidas de marketing para aumentar a eficácia de suas Push Notifications. Embora cada vez mais pareça estar dando importância à segmentação e personalização, ainda parece haver muito espaço para melhorar.

À medida que as possibilidades aumentam com melhorias na tecnologia e na disponibilidade de dados, o potencial de envolver o público por meio de notificações push inovadoras e relevantes certamente aumentará. Encontrar um equilíbrio entre chamar a atenção e não se tornar intrusivo no processo é o grande desafio do aplicativo.

Aqui na Inngage temos toda uma equipe de suporte para auxiliar nossos clientes nos envios das Push Notifications, como também o dashboard para mensurar os resultados das campanhas, trazendo insights e pontos a serem melhorados.

By |2020-07-22T22:30:44-03:0015 de julho de 2020|Dados de mercado, Engajamento, Mundo, Retenção|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment