CRM Mobile: Porquê seu App precisa de um!

Home/Tecnologia/CRM Mobile: Porquê seu App precisa de um!

CRM Mobile: Porquê seu App precisa de um!

Gosto de dizer que estamos vivendo a Era da Experiência. Com o avanço da internet e das tecnologias em geral, tudo tornou-se muito abundante, são muitos conteúdos, muitas ofertas e muitos aplicativos. Tudo em excesso.

Em meio a isso tudo, surge um grande desafio: Como se destacar aos olhos de seu consumidor e fideliza-lo, construindo uma relação de longo prazo?

Para isso existem várias soluções, mas todas elas tem um ponto em comum, a base para todas elas: um bom CRM.

Quando digo um bom CRM, falo sobre uma boa ferramenta para armazenamento (e muitas vezes captura) dos principais dados, contatos, ações e quaisquer outras informações relevantes sobre um determinado cliente.

Contudo, ao falarmos de aplicativos, é preciso uma atenção especial pra esse assunto e um bom entendimento sobre o que é um CRM Mobile. Muitos CRM’s são ótimos para acompanhar a jornada e todas as informações sobre um determinado consumidor, contudo, quando chegamos nos aplicativos, temos um grande branco.

A falta dessa especialidade resulta em um gap importantíssimo de dados que são essenciais para criar uma experiência personalizada e converter esses clientes, que agora podemos chamar de usuários.

Por isso, resolvi trazer nesse post algumas das principais funcionalidades de um CRM Mobile e mostrar como isso pode ser aproveitado e convertido em experiências relevantes e maiores resultados.

 

A captura de informações In-App

Muitos CRM’s tradicionais utilizam mobile apps apenas como mais um canal para disparo de suas campanhas, deixando de lado diversas informações extremamente valiosas, que apenas são capturadas via SDK com um CRM Mobile. São elas:

 

Eventos realizados no App

Os eventos são essenciais para entender a jornada de cada usuário dentro de um aplicativo. Essa estrutura permite a captura de cada ação realizada pelo usuário, possibilitando a criação de campanhas como “abandono de carrinho”, “retargeting por visualização de produto”, entre outras opções que variam de acordo com cada aplicativo.

 

Dados do Usuário

Mais do que um simples número, um usuário representa uma pessoa. E como toda pessoa, ele possui nome, telefone, cidade, além de suas preferências e interesses, que tornam cada um desses usuários únicos.

Esses dados muitas vezes são capturados no momento do cadastro do usuário no aplicativo, contudo, muitas vezes podem ser preenchidos de acordo com o uso ou avanço realizado pelo mesmo.

 

Dados Comportamentais

Com os dados comportamentais é possível entender como o usuário está reagindo às suas comunicações e como está o uso de seu aplicativo. Saber por quanto tempo um usuário está inativo ou o quanto ele está engajado com o App é essencial para fidelizar esses clientes.

Sabemos que o primeiro dia de acesso de um usuário é o mais importante de todos pois muitas vezes, após esse período, o App é desinstalado e esquecido. Usando dos dados comportamentais é possível engajar esses usuários no momento certo, seja em seu primeiro dia de acesso, trazendo ele de volta, ou o recompensando por seu engajamento.

 

Dados do Dispositivo/Aplicativo

Por fim, passa a ser possível entender alguns simples dados como o device que está sendo utilizado por seu usuário e qual a versão do App que está instalada atualmente no mesmo.

Alguns exemplos de uso dessas informações são campanhas para atualização do App ou até ofertas de um novo modelo de smartphone mais atualizado do que o atual portado pelo usuário.

 

Segmentando seus usuários

Com os dados capturados, você já pode os utilizar para criar segmentações avançadas, levando em conta diferentes critérios baseados nas informações coletadas desses usuários, como na imagem abaixo:

Quanto mais dados temos disponíveis, maior a sua capacidade de segmentação, o que permite a criação de campanhas hiper-personalizadas, visto que estamos levando em conta que essas mensagens serão enviadas exclusivamente para um grupo selecionado.

 

Criando relacionamentos duradouros com seus usuários

Como foi possível perceber, com um bom CRM Mobile, é possível realizar a coleta de diversos tipos de dados que juntos possuem um enorme potencial para criar experiências que resultam em um relacionamento de longo prazo com esses usuários.

Contudo, para que isso seja alcançado, além de uma boa segmentação e um bom trabalho de personalização, é preciso que sejam criadas diferentes réguas de comunicação com o intuito de, principalmente, tornar as comunicações do App ainda mais assertivas, no timing certo com os conteúdos certos.

Ressalto que, para isso, é preciso entender a jornada de seus usuários. Como já falamos aqui no blog, Automação de Marketing não é a Bala de Prata para seu problema de Retenção Mobile, ela é uma ferramenta muito útil, contudo só funciona quando trabalhada de maneira correta.

 

Conclusão

Muitos grandes CRM’s possuem ferramentas voltadas para Apps mas, na maioria das vezes, muito acaba sendo deixado de lado. Nesse post trouxemos algumas das principais funcionalidades de um CRM Mobile como a Inngage, mas ainda há muito mais a ser explorado!

Caso queira conhecer a fundo essa categoria de CRM, entender o que pode ser feito e como ajudamos aplicativos a alavancar seus resultados através de estratégias de engajamento baseadas em dados, solicite já um contato!

By |2020-07-22T15:21:59-03:0015 de junho de 2020|Tecnologia|0 Comments

About the Author:

Head de Growth da Inngage, apaixonado por Customer Experience e Mobile Marketing. Adoro viajar, aprender coisas novas e estar sempre buscando minha melhor versão!

Leave A Comment